[Crônica] Dia dos Namorados

     E hoje, dia 12 de junho, estamos diante de mais uma data considerada marcante, o Dia dos Namorados, tradicionalmente um dia em que os casais se presenteiam e renovam seus laços da paixão. Em outros países, como nos Estados Unidos, essa comemoração é feita no dia 14 de fevereiro e é conhecida como Valentine's Day (Dia de São Valentim).
    Diz a lenda que essa comemoração surgiu no Brasil devido a atuação do frei português Fernando de Bulhões (Santo Antônio). Em suas pregações religiosas, ele sempre falava sobre a importância do casamento e, principalmente, do amor. Graças a isso, ele ganhou a fama de “santo casamenteiro” depois de ser canonizado. Essa é a razão do Dia dos Namorados ter sido escolhido para ser na véspera do dia de Santo Antônio, que é o dia 13 de junho.
    Essa é a história do Dia dos Namorados. Mas, assim como falei sobre o Dia dos Mães no meu blog, por que não fazer essa comemoração durante o ano inteiro ? Por que não surpreender sua namorada, de vez em quando, com um buquê de rosas, um perfume ou um jantar romântico ? É como um jardim que se for cuidado diariamente produzirá belas flores e aromas especiais. Para amar alguém precisamos de doação, cumplicidade, respeito e amizade. E quando falo isso, não me restrinjo apenas a tradicional figura do casal de namorados jovens passeando no parque. Isso pode ser representado em diversas idades e situações e pode ser visto claramente no filme "Simplesmente Amor", um dos melhores que já vi. Impossível não sair do cinema com uma imensa sensação de felicidade após assistí-lo e acreditando que a chave para a salvação do mundo é uma só: o Amor Verdadeiro.