[Resenha] livro Um Passeio no Jardim da Vingança

Livro: Um Passeio no Jardim da Vingança
Autor: Daniel Nonohay
Ano: 2016 / Páginas: 301
Idioma: português
Editora: Novo Século
SINOPSE
Seja bem-vindo ao nosso futuro!
As grandes cidades convivem com a divisão entre as “zonas vigiadas” e suas periferias. O uso de drogas e medicamentos é disseminado, sendo controlado por laboratórios. Implantes cibernéticos são uma realidade, aumentando capacidades e aptidões, como a de memória, para aqueles que conseguem arcar com os custos. Religiões e grupos terroristas alimentam-se do descontentamento e das diferenças sociais.
Venha acompanhar a história de Ramiro, um advogado que perdeu o prazer de viver. Depois de quase ser morto, tenta retomar a rotina profissional e dar sentido ao que restou da sua vida. Em litígio com os sócios do escritório, parte como caçador em busca de uma vingança que o acabará transformando em caça.
Perseguido, doente e sem recursos, a sobrevivência de Ramiro dependerá da sua capacidade de improvisação, do seu conhecimento de sistemas de dados e das aptidões adquiridas com dois implantes cerebrais, que lhe permitem acesso à “rede” e aumentam a sua memória.
Um Passeio no Jardim da Vingança é um suspense denso, com personagens marcantes e amorais, que dão à narrativa múltiplos pontos de vista e linhas cronológicas, e onde a ficção científica é um pano de fundo para uma história na qual o personagem principal é a natureza humana.
RESENHA
Com uma escrita fluída e bem desenvolvida o autor cria uma história bastante envolvente. Um passeio no Jardim da Vingança é um livro de ficção científica com personagens marcantes e amorais.
A história Tem como protagonista Ramiro, um advogado que após um atentado é o único sobrevivente, com isso Ramiro começa a investigar por conta própria quem está por trás do atentado E também começa a ser perseguido por uma rede de poder infuente que tem como membros seus próprios sócios na agência em que Ramiro trabalhar.
O autor criou um mundo aonde o uso de drogas é bastante normal e onde a ciência se desenvolveu ao Ponto dos seres humanos serem capaz de usarem chips para ampliar sua memória e serem capazes de navegar na rede com o uso desses chips.
Os personagens são muito bem construidos e a história Tem como cenário a cidade de Porto Alegre no Futuro.
Eu gostei muita da narrativa e dos temas abordados pelo autor, super recomendo a leitura desse livro e dou 5 estrelas.

Descubra um pouco sobre o autor :
Daniel Souza de Nonohay nasceu em 1973 e mora em Porto Alegre. É casado e pai de duas filhas. Juiz do trabalho, escreveu seu primeiro romance à mão, em dois cadernos pautados. Quando tinha 17 anos. É autor de artigos técnicos, na área do Direito, e políticos, que foram publicados em livros, jornais e sites. Organizou livros de coletâneas. É colorado. Atuou como professor e é pós-graduado em Direito do Trabalho. Foi presidente da associação dos magistrados do Trabalho do Rio Grande do Sul. Atualmente, aproveita cada um dos seus poucos segundos livres para escrever, a sua segunda grande paixão.