As boas e más línguas 👅


Alguns buscam a vitória nas armas, outros se escondem atrás da religião e alguns ainda colocam outras pessoas para lutar em seus próprios lugares, Mas de fato as estratégias são tão diversificadas quanto são as pessoas que as usam, e para ser sincerodiria que a crueldade das pessoas é a única coisa maior que as suas próprias lutas travadas entre-se. Sem falar nas muitas armas que um homem pode portar, uma em especial me encanta, mas ao mesmo tempo me aterroriza, mais do que qualquer outra. Quando digo “arma” poderiam pensar em bomba, guerra…, mas não! A qual eu falo, é uma bem menor, mas com um poder devastador e infinitamente maior de qualquer guerra, aliás, é capaz de controlar qualquer guerra…
Me refiro a língua. Uma arma por vezes esquecida mas continuamente usada ainda em lorga escala para matar, roubar, destruir, sendo ela a melhor e maior especialidade do homem. Dizem as boas “línguas” que apenas quem já foi ferido por uma língua afiada sabe o poder que ela tem! Mas é claro, poderia também falar do bem que ela pode fazer, mas estou confiante em crer que o “homem” aprende mais com a dor do que com o amor. Eu acredito que um veneno natural pode ser neutralizado com uma amostra do que contém em si, mas uma palavra não! Muitas vezes não existe forma melhor no mundo de dizer perdão“, que possa curar uma ferida provocada por uma língua afiada.
E ainda ah aqueles que tem o desespero grandioso por aqueles que precisam viver sob o peso das palavras de aço dos que o cercam. Essas lhe cortam mais do que o ferro que foi levado ao fogo, e certamente ardem mais do que o próprio fogo… Ah, o “homem” não compreende o poder que tem, e ainda o usa sem temor, dobrando o outro a si e envenenando sem perceber os que diz amar, mas que apenas deseja a si curvar.
Obrigado pela paciência e até depois! – Kiones 😝