[Lançamento] Atômica: a cidade mais fria

Olha o que acabou de chegar aqui em casa Atômica a Graphic Novel que deu origem ao filme de Charlize Theron Atômica publicada aqui no Brasil pela Darkside Books no seu novo selo.

Atômica: A Cidade Mais Fria
Antony Johnston Sam Hart 
Ano: 2017 / Páginas: 176
Idioma: português
Editora: DarkSide Books

Sinopse

Berlim, outubro de 1989. O muro que dividiu a Alemanha está prestes a cair, feito uma peça de dominó que acabará derrubando também a União Soviética e a impenetrável Cortina de Ferro. A Guerra Fria parece chegar ao fim, mas o assassinato de um agente secreto inglês do MI6 com informações inestimáveis, uma lista que contém os nomes de todos os espiões que atuam em Berlim, deixa claro que os dois lados ainda têm muito o que esconder, como até hoje. Mas, junto ao corpo, não se encontra lista alguma. É nesse momento sombrio que entra em cena Lorraine Broughton, a veterana espiã calculista e fria vivida por Charlize Theron nos cinemas. E tudo começou nas páginas de Atômica: A Cidade Mais Fria, graphic novel escrita por Antony Johnston e ilustrada por Sam Hart que a DarkSide Books está publicando no Brasil. Atômica: A Cidade Mais Fria é uma graphic novel com os melhores ingredientes de uma boa história de espionagem: ritmo tenso e uma trama que pode mudar a cada momento — no underground da Berlim Oriental, nada é exatamente o que parece — e inclui um levante popular, contra-espionagem, deserções que dão errado e assassinatos secretos. E o resultado foi tão bem recebido que Atômica já chegou ganhando o Prêmio de Melhor Graphic Novel pela Comixology, no ano em que foi publicada. Como um segredo precioso demais para ser mantido, Atômica acabou parando nas mãos de Charlize Theron. Em pouco tempo, a atriz vencedora do Oscar comprou os direitos da graphic novel para adaptá-la junto com o diretor David Leitch. O filme aborda a história de Antony Johnston com uma pegada diferente, incluindo doses extras de pancadaria e sexo. Quem sai ganhando é o público, que pode combinar duas narrativas que partem do mesmo ponto mas não se repetem. Ao contrário, se completam numa experiência inesquecível. O destaque da graphic novel é o estilo sofisticado que os autores imprimem à história. Antony Johnston é o autor da premiada série de HQs Wasteland, roteirista do jogo Dead Space e escreveu para personagens como Demolidor e Wolverine. A arte é de Sam Hart, ilustrador inglês que mora no Brasil e tem no currículo quadrinhos como Juiz Dredd e Tropas Estelares. Atômica é para ler nos quadrinhos. Atômica é para ver no cinema. Atômica é para se perder nos becos escuros de uma Berlim que não se encontra nos livros de história. Mais um lançamento da coleção DarkSide Graphic Novel, com o que há de melhor no lado mais escuro dos quadrinhos. Em capa dura, claro, à prova de balas da KGB e do serviço secreto alemão.