De Cara Suja! 🐖

sexta-feira, 17 de novembro de 2017
Como é mesmo que a minha mãe dizia? – “A vida voa na sua cara, esbarra no seu rosto, suja sua vaidade, corrompe suas certezas e você não pode fazer nada. A não ser lavar o rosto e começar tudo de novo”.  Tem pessoas que são como bosta, você só não mete a mão na cara, porque sabe que vai se sujar. Se adorando em seus sorrisos bobos estampados numa cara limpa, linda e lisa!!
Mas prefiro carregar o peso da poeira na cara, a roupa suja e molhada, a mochila pesada nas costas, a saudade de quem já se foi, desafiar o frio, e a escuridão, a chuva na estrada do que carregar a consciência de ter o mundo inteiro para conhecer, sendo sujeito a cai na poça de lama das decepções, sujando sua cara e sendo limpa com as águas do tempo, tendo um logo e qualquer vento que pode trazer toda essa sujeira e lama novamente.
Você pode até ter a cara da riqueza, mas de que adianta se a sua alma está na miséria, mas sinto lhe informar, minha cara, que a casa que você construiu não valerá de nada se não fizer uma faxina na alma também. Geralmente, virar a página não é suficiente, e o esforço será em vão se mantemos os mesmos personagens. Portando, se for preciso um novo livro, não desista em escrevê-lo. Reveja os conceitos, avalie as amizades, elimine definitivamente os fantasmas do passado. Corrija os defeitos, aprimore as qualidades. Corra atrás do que é importante pra você! Acima de tudo, realize seus sonhos e não esqueça: É sempre melhor estar no final de uma escada que você quer subir, do que estar no topo de uma que você não queria ir!

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.