Dica Literária: Memorias da infância em que eu morri do autor Hugo Pernet


"Memórias da infância em que eu morri" é um romance narrado em primeira pessoa pelo menino Hugo, de nove anos. Fã de esportes e da leitura de Fernando Pessoa, Hugo recebe o diagnóstico de uma doença grave, logo após ele, os pais e o irmão mais velho se mudarem para uma casa grande, num novo bairro na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O diagnóstico não é bem recebido pelos pais, que passam a frequentar a Igreja com mais afinco e se apegam à religião durante o tratamento do menino. A mãe, principalmente, parece fechar-se em si mesma, isolando-se no quarto do segundo andar, trancada, o que deixa Hugo desnorteado, sem saber a quem recorrer para compreender melhor o que se passa consigo. Numa tentativa de comunicar-se com a mãe, para desabafar sobre seu sofrimento íntimo e tentar entender melhor o que se passa, Hugo começa a gravar fitas de áudio.


Crítica de escritor:

“A escrita é fluida e nos leva pela mão de maneira natural. Mesmo se utilizando de um vocabulário rico, a escrita de Hugo não causa solavancos na leitura, e soa como uma conversa ao pé do ouvido. Em alguns momentos o romance atinge grande beleza." Leonardo Villa-Forte

link do e-book: amzn.to/2wpOov5